Contact WAO | e-News Sign Up | Site Map | Home  
World Allergy Organization
WAO's mission: To be a global resource and advocate in the field of allergy, advancing excellence in clinical care through education, research and training as a world-wide alliance of allergy and clinical immunology societies.

Crítica de Livro Médico: Março de 2011

Doenças de Imunodeficiência Primária: Uma Abordagem Molecular e Genética

(Segunda Edição) Editores: Hans D. Ochs, C. I. Edvard Smith, Jennifer M. Puck 2007 Oxford University Press ISBN: 978-0-19-514774-2

Preço: $125.00 Disponível em Oxford University Press

Crítico: Catherine Toong, BMed, FRACP, FRACP, Department of Immunology Liverpool Hospital Liverpool, New South Wales, Australia

Descrição
Este é um excelente livro de referência que engloba todos os aspectos das doenças de imunodeficiência primária (DIPs). O texto, num só volume, contém 48 capítulos (726 páginas no total), proporcionando uma actualização abrangente da primeira edição publicada em 1999.

Propósito
O livro oferece uma descrição coerente e detalhada das características moleculares, genéticas e clínicas relevantes, bem como do diagnóstico e tratamento das DIPs.

Audiência
Médicos que se interessam por PIDs, tais como os imunologistas e alergologistas para quem este livro será valioso. De grande valor será também para investigadores destas doenças.

Características
O texto começa com uma perspectiva das doenças de imunodeficiência geneticamente determinadas. Tem capítulos introdutórios que cobrem os princípios genéticos e as tecnologias utilizadas no estudo das DIPs, e o desenvolvimento e função das várias facetas do sistema imunitário. Trinta e quatro capítulos dedicados a descrições detalhadas de cada uma destas doenças (ou grupo de doenças). Os capítulos contêm informação sobre aspectos históricos, características clínicas, achados laboratoriais, base molecular, fisiopatologia, diagnóstico e tratamento. Estudos relevantes em modelos animais são discutidos. Cada capítulo termina com um resumo e discussão sobre perspectivas futuras. Os últimos cinco capítulos são dedicados a diferentes abordagens para avaliação e tratamento das DIPs.

O livro está bem escrito. As contribuições são de médicos e investigadores notáveis nas suas áreas. Estes especialistas apresentam descrições e a sua percepção das características das DIPs que dificilmente se conseguem noutras fontes. A sua experiência impregna o texto, das suas explicações da patogenia molecular às abordagens clínicas. Cada capítulo tem algumas fotografia a preto-e-branco e tabelas, bem como as respectivas referências.

Avaliação
Esta é uma referência excelente, imperdível para os médicos que tratam imunodeficiências primárias. Apesar de já ter quatro anos, continua a ser a melhor e mais abrangente fonte de iinformação sobre DIPs.