WAO Notícias e Lembretes - Revisões Médicas
Volume 6, Número 12 Revisões - Dezembro de 2009
Conferência científica internacional - Dubai, Emirados Árabes Unidos, 6 a 10 de dezembro de 10

Revisões de periódicos médicos

Juan Carlos Ivancevich, MD, em colaboração com Phil Lieberman, MD, realizou estas revisões dos principais artigos médicos para alergistas. Leia as três principais escolhas abaixo e acesse as revisões restantes no menu. Você também pode visitar a seção Medical Journal Review do Web site da WAO.

Para ler as traduções das últimas revisões do Medical Journal, clique aqui.

1. Identificação dos fenótipos da asma (FA) usando análise de agregados no programa de pesquisa de asma grave (SARP).

Para identificar um novo FA com análise de agregados hierárquicos sem supervisão da coorte do SARP, que inclui indivíduos com asma persistente, os autores reduziram 628 variáveis iniciais para 34 variáveis centrais, por eliminação de dados redundantes e transformação de variáveis categóricas em variáveis compostas ordinais classificadas. Realizaram a análise agregada de 726 indivíduos que satisfizeram a definição de asma grave da Sociedade Torácica Americana (ATS). Foram identificados cinco grupos. O Agregado 1 (n = 110) tinha asma atópica de início recente com função pulmonar normal, tratado com duas medicações de controle (82%) e utilização mínima do atendimento de saúde. O Agregado 2 (n = 321) eram indivíduos com asma atópica de início recente e função pulmonar preservada, mas com mais necessidade de medicação (29% em 3) e de utilização dos serviços de saúde. O Agregado 3 (n = 59) foi um grupo único de mulheres idosas mais obesas com asma não atópica de início tardio, reduções moderados do VEF1 e uso frequente de corticosteroide oral. Os Agregados 4 (n = 120) e 5 (n = 116) tinham obstrução grave do fluxo de ar com responsividade a broncodilatadores, mas diferiram com relação à capacidade de atingir a função pulmonar normal, à idade de início da asma, ao estado de atopia e ao uso de corticosteroides orais.
Comentário do Editor: Esses dados corroboram a heterogeneidade clínica na asma e a necessidade de novas modalidades de classificação da gravidade da doença.
Moore WC, Myers DA, Wenzel SE et al. Identification of Asthma Phenotypes using Cluster Analysis in the Severe Asthma Research Program. American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine 2009; published ahead of print on November 5.
Resumo

2. Associação entre teste cutâneo de alergia (TCA), afecções respiratórias atópicas (ARA) e mortalidade por acidente vascular cerebral em adultos de meia-idade e idosos.

Realizou-se uma análise da Coorte de Mortalidade da National Health and Nutrition Examination Survey II (para determinar se o TCA positivo estava associado a maior risco de acidente vascular cerebral (AVC) fatal e se TCA e ARA positivos estavam associados a um risco particularmente alto de óbito relacionado ao AVC. Os autores constataram que os pacientes com TCA positivo tinham razão de risco de mortalidade por AVC de 1,56, em comparação com os que tinham TCA negativo. Os pacientes com TCA e ARA positivos tinham razão de risco de mortalidade por AVC de 2,31. Os indivíduos com TCA e ARA positivos tiveram mais que o dobro do risco de AVC fatal.
Comentário do Editor: Esse novo fator de risco tem implicações substanciais para um grande segmento da população que antes não era considerada de risco.
Matheson EM. Mainous AG, Carnemolla MA. The Association Between Allergy Skin Testing, Atopic Respiratory Conditions, and Stroke Mortality in Middle-Aged and Elderly Adults, The Journal of the American Board of Family Medicine 2009;22(6):604 -609.
Texto integral

3. Alergia alimentar (AA) entre crianças nos Estados Unidos.
Realizou-se uma análise dos dados de pesquisas transversais já publicadas sobre alergia alimentar em crianças com menos de 18 anos de idade. Foram analisadas cinco pesquisas relatadas anteriormente. Em 2007, 3,9% das crianças estadunidenses com menos de 18 anos de idade relataram AA. A prevalência de AA relatada aumentou 18% de 1997 a 2007. Em 2005-2006, a imunoglobulina E (IgE) específica do amendoim foi detectável em 9% dessas crianças. As consultas ambulatoriais triplicaram entre 1993 e 2006. De 2003 a 2006, a média estimada de consultas ambulatoriais relacionadas com AA foi 317.000 por ano. As hospitalizações com qualquer diagnóstico registrado relacionado com AA também aumentaram entre 1998 e 2000 e 2004 e 2006, de 2.600 para 9.500 altas por ano.
Comentário do Editor: A prevalência de alergia alimentar e/ou a conscientização aumentaram entre crianças estadunidenses nos últimos anos.
Branum AM and Lukacs SL. Food Allergy Among Children in the United States, Pediatrics 2009;124(6):1549-1555.
Resumo

 

As 12 revisões são encontradas na seção de revisão da literatura no website da WAO.

WAO Journal

World Allergy Organization Journal
Dezembro de 2009, Volume 2, Número 12
ISSN: 1939-4551

Este mês no Journal

REVISÕES CLÍNICAS EM ALERGIA E IMUNOLOGIA

Autor convidado
Alergia alimentar: Conduta presente e futura
Ananth Thyagarajan, MD; A Wesley Burks, MD

ARTIGOS ORIGINAIS

Programa de Chiado Infantil: A experiência do Programa de Conduta em Asma Pediátrica de Belo Horizonte
Laura Lasmar, MD, PhD; Maria Jussara Fontes, MD, PhD; Maria Teresa Mohallen, MD, PhD; Ana Cristina Fonseca, MD; Paulo Camargos, MD, PhD

Os epitopos de alérgeno fúngico de Alternaria e Cladosporium são desnaturados pelo hipoclorito de sódio
Charles Barnes, PhD; Freddy Pacheco, MS; Minati Dhar, PhD; Jay Portnoy, MD

Barreiras contra o tratamento da asma nos Estados Unidos: Os resultados da Pesquisa Global sobre Asma entre Médicos e Pacientes
Michael S. Blaiss, MD; Michael A. Kaliner, MD; Carlos E. Baena-Cagnani, MD; Ronald Dahl, MD; Erkka J. Valovirta, MD; Giorgio W. Canonica, MD

CARTA AO EDITOR

Alergia ao peixe encarnado? Leis sobre a ênfase sobre aditivos alimentares nos rótulos
Ian A. Myles, MD; Douglas Beakes, MD


COMO ACESSAR O JORNAL DA WAO

Se você é membro de uma Sociedade Membro da WAO:

Visite o website da WAO (www.worldallergy.org). Clique em "Members Only" e encontrará instruções para acessar o texto integral de todos os artigos publicados no WAO Journal. Para ter acesso contínuo, volte para a página www.WorldAllergy.org e clique em "Members Only" todas as vezes para ter novo acesso ao texto completo.

Ainda não é membro? Assine o WAO Journal em: www.waojournal.org

PUBLIQUE SEU TRABALHO PARA UM PÚBLICO GLOBAL!

O World Allergy Journal aceita informações originais e de relevância clínica relacionadas com a prática da alergia e da imunologia clínica, que incluam revisões e editoriais que espelhem o estágio de evolução da medicina translacional e clínica. Observação: o Journal será indexado retroativamente. Se você tiver uma contribuição original que não foi ainda publicada, visite www.WAOJournal.org e clique em "Instructions for Authors".

World Allergy Congress (WAC) 2011 - Cancún, México, 4 a 8 de dezembro de 2011

Revisão de livro médico

Clinical Management of Chronic Obstructive Pulmonary Disease
Second Edition (Lung Biology in Health and Disease)

Editado por Stephen I. Rennard, Roberto Rodriguez-Rosin, Gerard Huchon, Nicolas Roche
2007 Informa Healthcare
ISBN: 0849375878
U$299,95 Capa dura
Encontrado em Amazon

Revisor:
Dr. Girish Patel, MBBS, MD (Medicina Respiratória)
Estagiário Avançado, Medicina Respiratória
Cambelltown Hospital
Campbelltown, New South Wales
Austrália

Descrição
A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é a terceira causa de óbitos na Austrália, a quarta nos EUA e a quinta causa global. É um problema comum encontrado no atendimento primário e secundário e contribui para a carga de trabalho essencial dos médicos em hospitais gerais e hospitais-escola (cerca de 10% das hospitalizações) e na comunidade como um todo. O tratamento da DPOC envolve, com frequência, diversos membros em uma equipe multidisciplinar. Este livro é um volume prático e bem escrito para os médicos de atendimento primário, especialistas e equipes de saúde associadas que tratam esse problema respiratório comum. Destina-se ao uso facilitado, com seções diretas, com referências individuais.

Finalidade
A finalidade deste livro é proporcionar informações de fácil acesso e confiáveis que descrevam etiologia, história natural, diagnóstico e tratamento atual da DPOC baseado em evidências. Também prevê quais serão os próximos avanços na compreensão e tratamento da DPOC.

Público alvo
Este livro proporciona uma revisão abrangente sobre patogênese, diagnóstico e tratamento da DPOC para pneumologistas, alergistas, imunologistas, pesquisadores, fisioterapeutas, enfermeiros clínicos e estagiários de medicina respiratória.

Características
O livro é subdividido em cinco seções: Compreensão da fisiopatologia da DPOC, Avaliação clínica, Farmacoterapia, Tratamento não-farmacológico e, por fim, Conclusões.

A primeira parte revisa de modo amplo os mecanismos básicos da DPOC, inclusive sua relação com o tabagismo e com outras causas. O leitor é tratado em uma jornada, desde o diagnóstico até o atendimento terminal, com a oportunidade de se examinar um série de áreas de interesses. O livro termina com uma visão geral sobre as estratégias globais atuais e futuras para essa doença.

Avaliação
Uma extensa lista de colaboradores de todo o mundo contribuíram para este texto. Todos os capítulos têm muitas referências e numerosas tabelas e ilustrações que ajudam o leito enfatizando e resumindo informações importantes. A apresentação tem progressão lógica. Recomendo este livro para todos os que se interessam por compreender a patogênese e o tratamento da doença global.

Encontre mais revisões de livros no Website da WAO clicando aqui.

A missão da World Allergy Organization é ser um recurso e patrono global no campo da alergia, ampliando a excelência do atendimento clínico por meio de ensino, pesquisa e treinamento como uma aliança mundial de sociedades de alergia e imunologia clínica. Visite-nos na Web no endereço www.worldallergy.org


World Allergy Organization (WAO)
Secretaria
555 E. Wells Street, Suite 1100
Milwaukee, WI 53202-3823
Email: info@worldallergy.org

Você está recebendo esta mensagem por ser membro de uma sociedade membro da WAO, porque se inscreveu para receber a e-letter mensal ou teve contato anterior com a World Allergy Organization. Se você preferir não receber mais mensagens da WAO, responda esta mensagem com REMOVE na linha de assunto.

Possível graças a fundo educacional irrestrito da Novartis.
novartis

E com apoio de subsídio educativo irrestrito do EAMG.

EAMG