Contact WAO | e-News Sign Up | Site Map | Home  
World Allergy Organization
WAO's mission: To be a global resource and advocate in the field of allergy, advancing excellence in clinical care through education, research and training as a world-wide alliance of allergy and clinical immunology societies.


Revisões WAO – A Escolha dos Editores

Junho de 2011

Bem-vindos ao novo formato das Revisões WAO! Há vários anos que os membros da WAO e quem visita www.WorldAllergy.org vêm usufruindo do Boletim Electrónico das Revisões WAO, incluindo as suas traduções em árabe, castelhano, francês, japonês, polaco, português e russo.

Como parte do seu objectivo de continuar a proporcionar aos membros da WAO um valioso serviço, o Editor-Chefe da WAO Web concebeu um novo meio de acesso aos melhores conhecimentos disponíveis na Internet. Em cada mês, os leitores poderão visionar rapidamente a Escolha do Editor da literatura médica actual e seguir os links para os resumos e artigos, permitindo a actualização de novos achados e avanços em alergologia/imunologia.

 

1. A broncoconstrição sem inflamação adicional induz remodelação das vias aéreas.

Grainge CL, Lau LCK, Ward JA, et al. Effect of Bronchoconstriction on Airway Remodeling in Asthma. New England Journal of Medicine 2011; 364(21): 2006-2015. Abstract

Comentário do Editor: Este é um artigo icónico que identifica a broncoconstrição crónica como causa da remodelação das vias aéreas. Assim, para além de controlar os sintomas, prevenir as exacerbações e a inflamação das vias aéreas, a broncoconstrição deve ser controlada para prevenir a remodelação.

 

2. São prescritos antibióticos a cerca de 1 em cada 6 doentes com asma nas consultas  de pediatria.

Paul IM, Maselli JH, Hersh AL et al. Antibiotic Prescribing During Pediatric Ambulatory Care Visits for Asthma, Pediatrics 2011; 127(6): 1014-1021. Full text | Summary at American Academy of Pediatrics

Comentário do Editor: Os antibióticos continuam a ser prescritos de forma inadequada a crianças com asma.  A prescrição inadequada de antibióticos na asma pediátrica pode resultar em eventos adversos e resistência bacteriana evitáveis.

 

3. Avaliar a prevalência da rinosinusite crónica (RSC).

Hastan D, Fokkens WJ, Bachert C et al. Chronic rhinosinusitis in Europe - an underestimated disease. A GA2LEN study. Allergy 2011; Published online ahead of print, May 2011 [doi.org/10.1111/j.1398-9995.2011.02646.x]. Abstract | Summary at MedWire News

Comentário do Editor: Os critérios do European Position Paper on Rhinosinusitis and Nasal Polyps (EP3O) quanto às características da rinosinusite crónica (RSC) tornaram possível a execução deste importante estudo que estabelece uma elevada prevalência de RSC (10%) na Europa e demonstra uma associação entre o tabagismo e a RSC.

 

4. O maior estudo efectuado em crianças com suspeita de hipersensibilidade a betalactamina.

Ponvert C, Perrin Y, Bados-Albiero A et al. Allergy to betalactam antibiotics in children: results of a 20-year study based on clinical history, skin and challenge tests. Pediatric Allergy and Immunology 2011; 22(4):411-418. Abstract | Summary at MDLinx

Comentário do Editor: Neste grande estudo efectuado em crianças com suspeita de hipersensibilidade a betalactamina, poucas crianças eram verdadeiramente alérgicas; a probabilidade de alergia a betalactamina aumentava com a precocidade e/ou gravidade das reacções.

 

5. Tendências na dermite atópica (DA) quanto às escalas de gravidade da doença e aos instrumentos de avaliação da qualidade-de-vida (QoL).

Rehal B, Armstrong A. 2011 Health Outcome Measures in Atopic Dermatitis: A Systematic Review of Trends in Disease Severity and Quality-of-Life Instruments 1985-2010. PLoS One 2011; 6(4):e17520. doi:10.1371/journal.pone.0017520. Full text

Comentário do Editor: De acordo com esta primeira análise sistemática das tendências na utilização de medidas de avaliação na investigação dermatológica, a selecção das medidas validadas e a correcta avaliação da dimensão da doença permitirão comparações dos estudos dermatológicos.

 

6. Urticária física tratada com omalizumab.

Metz M, Altrichter S, Ardelean E et al. Anti-Immunoglobulin E Treatment of Patients with Recalcitrant Physical Urticaria. International Archives of Allergy and Immunology 2011; 54(2):177-180. Abstract

Comentário do Editor: Os casos apresentados sugerem que o omalizumab é um tratamento eficaz em doentes com urticária física recalcitrante que não responde ao tratamento padrão. É necessária mais investigação para esclarecer o mecanismo de acção de omalizumab na urticária física.

 

7. A presença de protozoários na expectoração está estatisticamente associada com o diagnóstico clínico da asma.

van Woerden HC, Ratier-Cruz A, Aleshinloye OB, et al. Association between protozoa in sputum and asthma: A case-control study. Respiratory Medicine 2011; 105(6):877-884. Abstract | Summary at MDLinx

Comentário do Editor: As infecções das vias respiratórias com protozoários podem contribuir para a asma num subgrupo de doentes.

 

8. A natação não aumentou o risco de asma ou os sintomas alérgicos.

Tischer C, Chen CM, and J. Heinrich. Association between Domestic Mould and Mould Components, and Asthma and Allergy in Children: A Systematic Review. European Respiratory Journal 2011; Published online before print, May 3, 2011 [doi: 10.1183/09031936.00184010]. Abstract | Summary at Reuter's Life

Comentário do Editor: Este primeiro estudo longitudinal prospectivo sugere que a natação não aumentou o risco de asma ou os sintomas alérgicos em crianças britânicas.

 

9. Os ambientes com humidade e bolor aumentam o risco de problemas respiratórios alérgicos em crianças.

Irekwatanachai C, Teeratakulpisarn J, Suntornlohanakul S et al. Comparison of salbutamol efficacy in children- via the metered-dose inhaler (MDI) with Volumatic® spacer and via the dry powder inhaler, Easyhaler®, with the nebulizer - in mild to moderate asthma exacerbation: a multicenter, randomized study. Asian Pacific Journal of Allergy and Immunology 2011; 29(1):25-33. Full text | PDF

Comentário do Editor: Os achados desta revisão sugerem que os ambientes domésticos com exposição visível a bolor e a esporos de fungos aumentam o risco de problemas respiratórios alérgicos em crianças. No entanto, os autores acham que são necessários mais estudos que examinem os efeitos da exposição a componentes derivados do bolor, uma vez que a literatura actual é inconclusiva. Observam, também, que é necessária mais investigação sobre marcadores microbianos específicos nas casas, em combinação com novas técnicas de avaliação que utilizem métodos moleculares.

 

10. Salbutamol administrado com vários dispositivos proporcionou alívio eficaz de exacerbações em crianças com asma aguda de gravidade ligeira a moderada.

Font-Ribera L, Villanueva CM, Nieuwenhuijsen M et al. Swimming Pool Attendance, Asthma, Allergies, and Lung Function in the Avon Longitudinal Study of Parents and Children Cohort. American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine 2011; 183(5):582-588. Abstract | Summary at JournalWatch

Comentário do Editor: Os espaçadores são alternativas válidas aos aerossóis no tratamento das exacerbações de asma em crianças.